Colunistas

Motociclismo e segurança

Visão Monocular e Direção veicular.


03/07/2015 11h44

Os condutores de veículos automotores que possuem visão monocular, ou seja, que só enxergam de um olho, só podem conduzir veículos das categorias “A” e “B”. Portanto, não poderão dirigir caminhões, ônibus e carretas. Também são considerados inaptos a direção desses veículos, os condutores que possuem baixa de visão em um dos olhos, de modo que não atinja os limites mínimos exigidos pelas normas do CONTRAN.

A visão monocular afeta a visão e o indivíduo de diversas maneiras. Há duas conclusões principais que são dirigidas uniformemente e predominantemente pela literatura publicada e pelas autoridades. Os dois déficits preliminares são: perda da visão binocular estereóptica (visão de profundidade / noção de distância) e redução do campo de visão periférico (visão lateral). A maioria dos sintomas da visão monocular é um resultado dessas duas deficiências.

A literatura mostra que a visão monocular revela uma diminuição de aproximadamente 25% no tamanho do campo de visão. As pessoas monoculares têm uma diminuição em sua orientação (de espaço) que resulta de uma falta das sugestões cinestésicas que se extraem da convergência ("visão binocular que aponta") e da acomodação (focalizar).

Esses problemas se manifestarão como dificuldades, gerando a colisão em objetos e/ou pessoas, dificuldade para subir e descer escadas e meio-fios, cruzar ruas, dirigir, praticar os vários esportes e as atividades da vida diária que requerem a estereopsia e a visão periférica.

A respeito de dirigir com segurança, há estudos americanos mostrando que por todo o país, os indivíduos com visão monocular têm sete vezes mais acidentes do que a população geral com que foram comparados."

Por essas limitações, os indivíduos com visão monocular só podem conduzir os veículos das categorias “A” e “B”, inclusive com recomendações de espelhos retrovisores maiores, dispositivos auxiliares de entrada nas garagens como espelhos nas laterais dos portões e no caso de motocicletas, capacetes com maior abertura lateral, limitando menos o campo de visão.

E pra quem tem visão monocular, segue uma sugestão: proteja o seu único olho bom.

Mesmo que não haja necessidade de uso de “óculos com grau”, é recomendável o uso de óculos de proteção, de preferência com lentes feitas de policarbonato, que é um padrão da indústria para a segurança e proteção do olho. Isso irá evitar que mesmo pequenos traumas causem lesão no seu “olho bom” e que assim, você fique completamente cego.

A proteção especial de segurança para esportes é recomendada se o indivíduo praticar esportes.

Vidros especiais para dirigir a noite com revestimento anti-reflexivo para realçar a acuidade, diminuição da reflexão e diminuição da tensão potencial do olho e do brilho são recomendados. A proteção de segurança para o lugar de trabalho pode ser requerida mesmo que o indivíduo não esteja em ambientes potencialmente perigosos.

Os DAE (dispositivo automático de entrada) óticos tais como espelhos com campos largos e espelhos em ambos os lados do veículo são recomendados para o motorista monocular. Treinar o incentivo de movimentos da cabeça e do olho para a exploração aumentada e a consciência periférica da visão é recomendado. Submeter-se a uma avaliação da habilidade e da segurança dos motoristas por um especialista é recomendado. Se houver um problema, tais especialistas estão treinados para fornecer o treinamento ao indivíduo para assegurar uma direção segura..

Dependendo do indivíduo e da avaliação pelo especialista em direção, determinadas limitações por uma quantidade de tempo especificada, ou permanente podem ser indicadas. Tais limitações podem incluir: equipamento adaptável especial (por exemplo espelhos retrovisores maiores, etc), dirigir somente na luz do dia, limitações da velocidade, dentro de determinadas distâncias, limitação do tempo, e/ou de não dirigir em estradas. A pessoa pode ser requerida a ter sua licença de motorista renovada em intervalos menores ou ser até mesmo impedida de dirigir.

Em vista do disposto neste texto, espero que os inúmeros candidatos a condução de veículos nas categoras "C", "D" e "E", que são reprovados nos exames médicos nas clínicas, por possuírem visão monocular, compreendam que nós médicos, estamos não só seguindo uma determinação da lei, mas também visando o máximo de segurança nas vias para pedestres e condutores, tentando desate forma evitar que novos acidentes aconteçam.

Rodrigo Cavalganti Gonçalves
16 textos publicados

Rodriguim - Motociclista, Pediatra e ex atuante como Perito em Medicina de Tráfego. email: rodriggocg@gmail.com / blog: www.tijucomental.blogspot.com

Mototour - Seu portal em duas rodas, Motos, Encontros de Motociclistas, Moto Clube e muito mais...

Todos os Direitos Reservados

Tempo de carregamento da página: 0.10645 segundos