Notícias

Por dentro do cardã: eixo transmite força do motor para a roda traseira por meio de engrenagens (Foto: Divulgação)

Dica Manutenção

Dicas para cuidar do eixo-cardã da sua moto

O sistema de transmissão final por eixo-cardã é robusto e pede menos manutenção. Porém cuidados preventivos e pilotagem racional são indispensáveis para evitar dor de cabeça


Cicero Lima

Infomoto

28/03/2019 21h45

A potência e o torque gerados pelo motor dependem da transmissão final para girar a roda e movimentar a moto. Existem três tipos de transmissão final: corrente, cora e pinhão; por correia e também pelo eixo-cardã. Esse tipo de transmissão é característico das motos com motor boxer da BMW, mas o cardã está presente em outras motos grandes e pesadas como as big trails, algumas custons e sport-tourings. 

É o sistema mais prático e durável, composto por uma haste de aço que liga, por meio de engrenagens e cruzetas, a caixa de câmbio ao eixo da roda. Mais durável, o cardã não precisa ser regulado e lubrificado semanalmente como é recomendado nas transmissões por corrente.

Apesar de robusto, o cardã não é inquebrável. Nas redes sociais não é raro encontrar relatos de problemas com o componente e, o pior, muitas vezes em uma viagem. 

Consultamos o mecânico Alexandre Durigan Piu, da Piu Motorrad, de Monte Alto (SP), é especializado em manutenção de big trails. O profissional alerta que o uso incorreto da moto e a falta de manutenção podem ocasionar problemas. “É preciso levar em consideração que a moto é pesada e o motor tem muito torque, não é recomendável usar a moto como se pilotasse uma esportiva”. 

Ele relata que muitas motos, equipadas com cardã, já passaram dos 300 mil km rodados e nunca apresentaram problemas. “Por outro lado, é possível ver motos que rodaram menos de 20 mil e já apresentam defeitos”. Segundo o mecânico, a forma de pilotar de alguns proprietários “abusando de acelerações e reduções de marcha com o motor em rotações elevadas” sobrecarregam o sistema de transmissão por eixo-cardã.

Confira algumas dicas do profissional sobre o eixo-cardã:

1 – Molhou? Cuidou

Ao trafegar em locais com condições severas como lama, cruzar rios ou água do mar é necessário fazer a manutenção ao voltar de viagem. Leve ao seu mecânico para fazer a limpeza do sistema. Caso a moto fique parada por muito tempo, a água que entrou no eixo-cardã evapora e a lama e sujeira passa a enferrujar e contaminar os componentes. 

2 – Cuide da coifa

Um componente fundamental no sistema do eixo-cardã é a coifa. Ela deve estar sempre em boas condições e fixada corretamente para evitar a entrada de água e poeira. Caso esteja ressecada, por exemplo, pode deixar entrar sujeiras que danificam o sistema. 

3 – Prevenção é tudo

O mecânico recomenda que a cada 20 mil km seja feita uma revisão completa do sistema. O óleo lubrificante é trocado e a graxa (específica para este fim) é substituída. O serviço custa entre R$ 150 e R$ 200.

4 – Relaxar custa caro

Melhor fazer essa manutenção periódica do que relaxar. Na maioria dos casos quando o motociclista é desleixado, na hora de fazer a manutenção do eixo-cardã é necessário a substituição da cruzeta e fazer toda a revisão do sistema. O serviço (mais as peças) tem custo médio de R$ 2.500. 

5 – Não compre sem verificar

Antes de comprar uma moto usada que tenha transmissão por cardã peça para seu mecânico de confiança verificar as condições do sistema. Piu lembra que a maioria dos defeitos não é percebida por leigos e podem causar sérios problemas ao piloto, principalmente em longas viagens.

Notícias relacionadas

Uma naked da Haojue com estilo de streetfighter da Suzuki

Yamaha Ténéré 700 está mais perto de nós. Mas... nem tanto!

A exótica italiana de R$ 360 mil

Você teria uma Royal Enfield Scrambler na garagem?

Triumph Tiger 900 começa a ser vendida na Índia. E no Brasil, quando será?

Royal Enfield Meteor 350 será lançada na Índia no fim de junho

Mais uma da série "motos que gostaríamos de ter por aqui"...

Yamaha registra patente das novas Fazer 250 e MT-03 no Brasil

Kawasaki Vulcan vai ganhar versão H2

Harley FXDR ganha edição limitada

Mototour - Seu portal em duas rodas, Motos, Encontros de Motociclistas, Moto Clube e muito mais...

Todos os Direitos Reservados

Tempo de carregamento da página: 0.12687 segundos