Notícias

Eis a esperada Ducati Multistrada V4!

Big trail equipada com o novo motor de quatro cilindros em V chega às lojas europeias este mês por R$ 126 mil. No Brasil, é coisa para 2021


Roberto Dutra

Mototour

04/11/2020 17h38

A Ducati apresentou, ontem, a aguardadíssima Multistrada V4. É a versão modernizada e aprimorada da big trail que foi lançada primeiramente em 2003, e que agora ganha o motor de quatro cilindros em V no lugar do dois cilindros em L usado desde sempre.

Esse V4 tem 1.158cm³. Estreou na superesportiva Panigale V4 S, que já é vendida no Brasil. Mas foi recalibrado para o uso na big trail: tem 170cv a 10.500 rpm e torque 12,6 kgm a 10.000 rpm. Na superbike, são 217 cv a 13.000rpm (e o mesmo torque). O objetivo, segundo a Ducati, é deixar a moto mais dominável e agradável para viagens - que, afinal, são sua verdadeira vocação.

O câmbio tem seis marchas, com secundária por corrente - a primeira marcha é bem curta, para facilitar o uso urbano e no off-road, e a sexta marcha é bem longa, para dar mais conforto e baixo consumo nas viagens.

A eletrônica a bordo também de alto nível. A moto tem ABS e controle de tração atuantes em curvas, acelerador eletrônico (sem cabos), suspensões eletrônicas (17cm de curso na frente e 18cm de curso atrás), quatro modos de pilotagem (sport, touring, enduro e urban), assistente de partida em rampas, monitoramento de pressão dos pneus, iluminação full-LED, faróis com função cornering (nas curvas, iluminam a parte interna da trajetória) e dispositivo anti-empinamento, entre outros recursos.

O piloto configura quase tudo por botões nos punhos, que inclusive são iluminados. E todas essas informações, e muitas outras mais, são exibidas no novo painel de TFT com 6,5 polegadas.

Na Europa, a nova Multistrada V4S será vendida com rodas de liga leve ou raiadas (aro 19 na frente, com pneu 120/70, e aro 17 atrás, com pneu 170/60, ambos Pirelli Scorpion Trail II), dependendo da versão. Terá cinco pacotes de opcionais - essential, travel, travel and radar, performance e full - que podem ou não incluir recursos como o Ducati Connect, aquecimento de punhos e bancos, cruise control adaptativo, radares dianteiro e traseiro, escape Akrapovic, acabamentos em fibra de carbono e até cavale central.

A moto, mesmo, terá três versões - entrada, intermediária e topo de linha. A de entrada só terá a cor vermelha e os recursos básicos (que não são bastante coisa). A intermediária é a V4 S e também pode vir na cor cinza.

Essa V4 S também pode ser equipada com rodas raiadas ou de liga leve, a gosto do comprador, e ainda um dos quatro pacotes de opcionais, que incluem recursos como o Ducati Connect, aquecimento de punhos e bancos, cruise control adaptativo e os radares dianteiro e traseiro.

A versão topo de linha é a V4 S Sport, que também pode agregar todos estes opcionais e ainda escape Akrapovic e para-lama dianteiro em fibra de carbono. Em todas os intervalos de manutenção da moto serão a cada 15 mil quilômetros e o ajuste das válvulas, nos 60 mil quilômetros.

Outros baratos da nova Multistrada V4 são um útil porta-luvas, logo atrás do bocal do tanque, o ajuste de altura do banco do piloto entre 81cm e 87,5cm de distância do solo, o vão livre de 22cm (4,6 cm a mais do que antes) e o tanque para 22 litros de combustível. que proporciona uma autonomia teórica superior a 330km. Por fim, vale lembrar que a moto pesa 215kg a seco, sendo 10kg mais leve que antes.

As vendas da Multistrada na Europa começam este mês. Os preços partem de 19 mil Euros, ou uns R$ 126 mil (as outras duas versões custam iniciais 22 mil Euros e 24.790 Euros). No Brasil, é coisa para 2021. Atualmente, temos aqui as Multistrada 950 S, com 113cv e 9,7kgfm, e 1.260, com 158cv e 13,1kgfm, ambas com motor L2.

Elas custam, respectivamente, R$ 95 mil e R$ 106 mil. Como a Panigale com motor V4 custa R$ 130 mil, é provável que a Multistrada V4 chegue por um valor próximo a esse.

Confira abaixo mais fotos da moto e um vídeo de apresentação!

Notícias relacionadas

Um scooter com pegada aventureira

Uma nova Adventure na família KTM

Yamaha lança a nova geração da Tracer na Europa

Uma Tiger feita para o asfalto

Honda NC 750X surge de cara nova na Europa

Honda apresenta, no Japão, a nova geração da CB 1.000R

Triumph prepara a Tiger Sport linha 2021

Honda lançará mais um scooter no fim do mês

Yamaha lança a linha 2021 da naked média MT-07

Sem Parar cria sistema de pagamento via Bluetooth

Mototour - Seu portal em duas rodas, Motos, Encontros de Motociclistas, Moto Clube e muito mais...

Todos os Direitos Reservados