Notícias

No outono, as temperaturas começam a baixar e exigem equipamento adequado para se proteger do frio Doni Castilho / Agênc (Foto: Divulgação )

Dica de Viagem

Equipamentos e acessórios para enfrentar chuva e frio

Além da capa, o que há no mercado para proteger o motociclista das baixas temperaturas e da água


Cicero Lima/ Agência INFOMOTO

Agência INFOMOTO

04/04/2017 15h03

Com a chegada do outono, as temperaturas pela manhã e ao final da tarde tendem a ser mais baixas. Em caso de chuva, a sensação térmica será de ainda mais frio. Nesta situação, caso os pés e as mãos se molhem, pilotar deixará de ser um prazer e se tornará um incômodo. Por isso, mostramos alguns equipamentos e acessórios que, junto com a capa de chuva, evitam esse problema. Tais acessórios também são imprescindíveis para viagens em regiões geladas, como na Cordilheira dos Andes ou em Ushuaia, destinos comuns dos aventureiros brasileiros.

Polaina nos pés

Botas são indispensáveis para a proteção dos pés. Porém uma bota totalmente impermeável tem custo bastante elevado. Uma alternativa para quem não dispensa o uso de sua bota preferida é a polaina. Confeccionada em material impermeável evita que os pés fiquem molhados e ainda conserva a bota. Existem vários modelos disponíveis, mas aqueles com reforço na sola e na parte superior do pé esquerdo têm maior durabilidade. Custa a partir de R$ 45.

Proteção nas mãos

Um acessório pouco conhecido dos motociclistas da região Sudeste, porém muito usado no Sul do Brasil, é o protetor de punho. Confeccionado em tecido grosso e impermeável protege as mãos do piloto da água e do frio. Muitos pilotos pensam que eles diminuem a agilidade, porém o acessório requer apenas adaptação. Sua relação custo/benefício é excelente, uma vez que ele pode ser encontrado a partir de R$ 80.

Frio no pescoço

Além dos pés e das mãos, manter o pescoço protegido do frio e da chuva garante mais conforto. Para isso existe o protetor confeccionado em neoprene que isola o corpo do vento e da chuva. Alguns também protegem contra linhas com cerol, por usarem fios internos de aço, e custam a partir de R$ 75.

Segunda pele

As roupas térmicas, que são bastante usadas por praticantes de esportes radicais como os alpinistas, oferecem boa proteção contra o frio. São confeccionadas em tecidos leves que oferecem melhor dissipação do suor e evitam o odor. O mais legal desse tipo de roupa é a praticidade, são fáceis de lavar e secam rapidamente. A desvantagem é o preço. Uma camiseta, por exemplo, custa a partir de R$ 96, enquanto a calça sai por R$ 164.

Bolsa estanque

Não há nada mais desagradável do que chegar ao destino e perceber que a bagagem está molhada. Para manter suas roupas secas e protegidas da chuva, uma opção é comprar uma mala estanque. Elas são práticas e fáceis de usar, basta acondicionar as roupas, enrolar a parte superior e travar. Podem ser encontradas em vários tamanhos e os preços partem de R$ 250.

Notícias relacionadas

BMW R18 é apresentada oficialmente

Passado e futuro se encontram: conheça a Royal Enfield elétrica

Uma street urbana que merece atenção

KTM apresenta a naked 890 Duke R

Moto em isolamento social exige alguns cuidados básicos

Fabricantes e Abraciclo devem rever projeções de produção e vendas para 2020

Motociclistas continuam encontrando problemas para sair da Argentina e do Chile

Motociclistas brasileiros na Argentina: a saga continua

Encontros de motociclistas são cancelados em todo o Brasil

Pandemia do Coronavírus Covid-19 já restringe viagens de motociclistas na Argentina

Mototour - Seu portal em duas rodas, Motos, Encontros de Motociclistas, Moto Clube e muito mais...

Todos os Direitos Reservados

Tempo de carregamento da página: 0.07985 segundos