Notícias

Salão Internacional de Motociclismo

Kawasaki Z 650 e Z 900, vendidas no Brasil, ganham painel 'conectado'

Z 900 2020 estreou com visual novo e painel com conexão Bluetooth


Arthur Caldeira

Infomoto

08/11/2019 11h29

A novidade que mais chamava a atenção dos visitantes e dos jornalistas no estande da Kawasaki no Salão de Milão deste ano era a naked Z H2. Equipada com um motor de quatro cilindros e 999 cm³, a Z H2 conta com um supercharger para atingir 197 cv de potência máxima – já é o quarto modelo da marca japonesa com a tecnologia. Mas a Z H2 não era assim tão nova: ela estreou no Salão de Tóquio há cerca de duas semanas, e você já até leu sobre ela aqui no blog.

Mas o que chama a atenção mesmo de nós, brasileiros, é a renovada família Z, composta pela versão de 650 cc e 900 cc, ambas vendidas no Brasil. Logo de cara, percebe-se que as nakeds da Kawa tem uma nova "cara", caracterizada por um novo conjunto óptico com LEDs e novas carenagens.

O modelo bicilíndrico, a Z 650, uma naked bastante racional até para o uso diário, traz agora um painel totalmente digital com tela colorida de TFT, e conexão com smartphone por meio de um aplicativo próprio da marca. O app informações da moto, como trajeto percorrido, consumo, etc… O assento da garupa foi modificado para oferecer mais conforto, mas o conjunto ciclístico e o motor de dois cilindros mantiveram-se os mesmos.

Já no caso da Z 900 a balança traseira e as suspensões foram reajustadas. O escapamento também mudou para atender às novas geras de emissão Euro 5. Mas as alterações não influenciaram no desempenho do motor de quatro cilindros em linha, 948 cm³ e 125 cv!

Ninja 1000 mais "moderna”

A fábrica japonesa também revelou a nova Ninja 1000 SX, uma sport-touring de quatro cilindros e 1.043 cm³, que ganhou novas carenagens e parabrisa para proteger o piloto na estrada. Além do design renovado, a Ninja "feita para viajar" passa a contar com sensor de medição inercial (IMU) Bosch, eletrônica mais avançada e um novo painel de TFT, que oferece conexão Bluetooth. Embora não seja muito popular, a Ninja 1000 SX é vendida no Brasil e trata-se uma boa opção para quem procura uma moto com desempenho (142 cv) e visual esportivo, mas também quer conforto para viajar – as malas laterais rígidas são de série no modelo.

Notícias relacionadas

Yamaha Ténéré 700 está mais perto de nós. Mas... nem tanto!

A exótica italiana de R$ 360 mil

Você teria uma Royal Enfield Scrambler na garagem?

Triumph Tiger 900 começa a ser vendida na Índia. E no Brasil, quando será?

Royal Enfield Meteor 350 será lançada na Índia no fim de junho

Mais uma da série "motos que gostaríamos de ter por aqui"...

Yamaha registra patente das novas Fazer 250 e MT-03 no Brasil

Kawasaki Vulcan vai ganhar versão H2

Harley FXDR ganha edição limitada

Triumph Scrambler ganha série especial "Bond Edition"

Mototour - Seu portal em duas rodas, Motos, Encontros de Motociclistas, Moto Clube e muito mais...

Todos os Direitos Reservados

Tempo de carregamento da página: 0.09412 segundos