Notícias

Motos da BMW terão controle de velocidade adaptativo

Chamado popularmente de "piloto automático", recurso manterá constantes a velocidade da moto e a distância em relação ao veículo à frente


Roberto Dutra

Mototour

03/07/2020 14h51

A BMW pretende equipar suas futuras motos com um sistema de controle de velocidade adaptativo. O recurso existe há muitos anos nos automóveis, nos quais é batizado de Automatic Cruise Control (ACC), e popularmente é chamado de "piloto automático".

A função de controle de velocidade é bastante simples: o piloto seleciona uma velocidade, aperta um botão e a partir daí a moto mantém aquela velocidade, acelerando e freando de acordo com a necessidade que identificar - por exemplo, ao começar uma longa subida, vai acelerar levemente para não perder a velocidade; já numa descida, vai desacelerar para não ganhar velocidade e passar daquela que foi selecionada.

Mas o sistema não é apenas um "piloto automático". Ele também vai monitorar a distância em relação ao veículo que vai à frente, mantendo uma distância constante (serão três níveis de distância, pré-selecionados pelo piloto). Se o veículo à frente reduzir a velocidade, o "radar" identificará e reduzirá a velocidade da moto automaticamente. Outro barato é que o sistema se "desliga" também automaticamente quando identifica que o piloto acelerou para fazer uma ultrapassagem - e, quando a moto volta à velocidade de cruzeiro pré-selecionada, se reativa. E se o piloto usar os freios, o sistema se desliga e só voltará a funcionar se for reativado.

A BMW ainda não revelou quais modelos devem ganhar o dispositivo, mas não é difícil deduzir que, provavelmente, serão modelos de alta cilindrada voltados para longas viagens - no vídeo que mostra o funcionamento do sistema, a moto que aparece é uma touring K 1.600 GT. O sistema está sendo desenvolvido junto com a Bosch e é mais mais um passo no sentido de tornar as motos mais autônomas.

Aí lembramos daquele BMW R 1.200 GS que "anda sozinha", cujo vídeo viralizou na Internet em 2018. E que Honda e Yamaha também desenvolvem dispositivos que ajudam o motociclista a se equilibrar na moto, principalmente em baixas velocidades. Mas, nada a temer: ao que parece ninguém tem a intensão de criar uma moto que faça tudo sozinha e tire do piloto o principal - o prazer de dominar a máquina, interagir com ela e ter o controle da situação.

Notícias relacionadas

Parceria inusitada dará origem a uma Harley-Davidson de baixa cilindrada

Nova Honda CBR 600RR será lançada no Japão ainda este mês

Kymco prepara scooter de luxo para o Brasil

O Mototour na velocidade da luz

Haojue TR150 está em processo de homologação e chega em 2021

Uma comemoração cheia de energia

Triumph Street Triple RS 2021 já está nas lojas

Linha 310 da BMW passará por mudanças estéticas e mecânicas

Uma superesportiva ainda mais superesportiva

Triumph anuncia chegada das outras quatro versões da Tiger 900 ao Brasil

Mototour - Seu portal em duas rodas, Motos, Encontros de Motociclistas, Moto Clube e muito mais...

Todos os Direitos Reservados