Notícias

Interceptor e Continental GT usam motores bicilíndricos de 650 cc... - Veja mais em https://infomoto.blogosfera.uol.com.

Notícias

Novas Royal Enfield 650 cc só chegam ao Brasil em 2020.


Arthur Caldeira

Infomoto

29/08/2019 14h12

Aguardadas para o segundo semestre deste ano, as novas Royal Enfield de 650cc só devem chegar ao mercado brasileiro no início de 2020, afirma Rod Copes, o novo presidente da Royal Enfield Americas. O executivo norte-americano visitou o Brasil para apresentar a nova estrutura da empresa focada na administração dos mercados norte e latino-americanos.

À frente da subsidiária norte-americana desde 2014, Rod Copes já trabalhou na Harley-Davidson Motor Company e tem mais de duas décadas de experiência no segmento de duas rodas. "A estrutura Royal Enfield Americas vem para suplementar o aumento das vendas globais da marca – que cresce 50% desde 2010 – e para garantir sua estabilidade nos mercados internacionais", afirma Copes, agora presidente da Royal Enfield Americas, que engloba as duas subsidiárias da marca, Brasil e Estados Unidos, além de outros importantes mercados como Colômbia, México e a recém-inaugurada operação na Argentina.

Para o executivo, as duas novas "Twins" (bicilíndricas), Interceptor e Continental GT 650, são peças fundamentais no objetivo da Royal Enfield em liderar e expandir o segmento de motocicletas de média cilindrada, representado por modelos entre 250 e 750 cilindradas. "Nos últimos anos, a Royal Enfield vem passando por um processo de internacionalização. Hoje, está presente em mais de 50 países, todos de extrema importância para a nossa estratégia de expansão, que visa a liderança mundial no segmento de motocicletas de médio porte", explica.

Primeiros modelos internacionais da marca, ou seja, produzidas pensando nos mercados externos, as motos de 650cc foram desenvolvidas em parceria entre a matriz indiana e o centro de desenvolvimento e pesquisa da Royal Enfield no Reino Unido. Os modelos tem motores mais modernos e potentes, mas mantêm o estilo clássico e a filosofia do "mototurismo".

Claudio Giusti continua no cargo de diretor geral da Royal Enfield Brasil e, assim como Copes, afirma que uma linha de produção da marca em Manaus (AM), para montar motos no Brasil, é parte da estratégia da empresa. "A subsidiária brasileira tem sido uma das grandes apostas da marca nos últimos anos, por isso estamos abrindo concessionárias em novas praças e estudando a possibilidade de iniciar, futuramente, uma operação CKD local. Temos e sempre tivemos um respaldo muito grande da liderança e acredito que isso deve aumentar sob a gestão do Rod. Sua expertise no mercado de duas rodas fará com que a Royal Enfield Americas alavanque as vendas nas regiões e, consecutivamente, as vendas da marca como um todo", completou Giusti,

Notícias relacionadas

Os 4 em linha Honda nos últimos 50 anos.

Venda de motos tem alta de 13,95% no ano; veja ranking das marcas.

Conheça as novas motos superesportivas que chegam ao Brasil

Kawasaki Versys 1000 GT tem conforto e desempenho

Harley-Davidson de Elvis Presley pode ser sua por R$ 8 milhões

Yamaha R3 2020 fica mais esportiva e custa a partir de R$ 23.990

Nova BMW R 1250 GS aposta em mais potência e tecnologia para liderar segmento

Nova Kawasaki Z 400, versão naked da 'Ninjinha', chega por R$ 22.990

Triumph Scrambler 1200 XE tem visual retrô e proposta aventureira por R$ 59.990

Yamaha Tracer_900 GT chega com mais tecnologia e conforto por R$ 49.390

Mototour - Seu portal em duas rodas, Motos, Encontros de Motociclistas, Moto Clube e muito mais...

Todos os Direitos Reservados

Tempo de carregamento da página: 0.09585 segundos