Notícias

Novidade

Royal Enfield aposta na nova Himalayan para crescer no Brasil

Trail de 400 cc chega por R$ 18.990 e marca indiana pretende abrir dez novos pontos de venda no País até o final do ano


Arthur Caldeira / Agência Infomoto

Agência Infomoto

25/01/2019 09h56

Finalmente a Royal Enfield lança a Himalayan no mercado brasileiro. A trail, esperada desde a entrada da marca oficialmente no País em 2017, chega às lojas agora em janeiro pelo preço sugerido de R$ 18.990. Importada como outros modelos da marca indiana, a Himalayan será vendida em duas opções de cores – branca e preta – com freios ABS de série e garantia de dois anos.

Com a proposta de ser uma moto versátil e acessível para quem quer viajar, a Royal Enfield acredita que a Himalayan deve atrair mais consumidores que os modelos clássicos comercializados atualmente e impulsionar as vendas no Brasil – em quase dois anos a marca vendeu cerca de 900 motocicletas na sua única concessionária na capital paulista. Além da chegada do novo modelo, o diretor de negócios internacionais da Royal, Arun Gopal, anunciou a expansão da rede de concessionárias e pontos de venda. “Até o final de 2019, pretendemos expandir nossas operações em todo o Brasil a partir das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste”, declarou Gopal. As cidades confirmadas para receber um ponto de venda, por enquanto, são Brasília (DF), Curitiba (PR) e Rio de Janeiro (RJ).

A moto

A Himalayan é a primeira motocicleta da Royal Enfield projetada para rodar em qualquer terreno. Lançada no exterior em 2016, a trail foi projetada do “zero”. A começar pelo motor criado especificamente para o modelo: um monocilíndrico de 411 cm³, comando simples no cabeçote (SOHC) com arrefecimento a ar com auxílio de um radiador de óleo.

Seu desempenho é modesto. Produz 24,8 cv de potência máxima a 6.500 rpm, mas bons 3,26 kgf.m de torque máximo a 4.250 giros. O câmbio tem cinco marchas e a embreagem é deslizante. Segundo Anuj Dua, engenheiro do departamento de desenvolvimento de produto da marca indiana, o projeto privilegiou mais torque em baixos e médios regimes à potência em altos giros.

Construída sobre um chassi berço duplo de aço, a Himalayan tem garfo telescópico convencional com tubos de 41 mm na dianteira e curso de 200 mm; já na traseira, um monoamortecedor fixado por links com curso de 180 mm e ajuste na pré-carga da mola. O longo curso das suspensões reforça sua proposta de uso misto e proporciona bons 220 mm de distância livre do solo, o que ajuda a rodar no off-road.

As rodas raiadas de 21 polegadas, na frente, e 17, atrás, são calçadas com pneus de uso misto Pirelli MT 60 nas medidas 90/90-21 (diant.) e 120/90-17 (tras.). Apesar do longo curso das suspensões, a escolha de uma roda aro 17 na traseira deixou o assento a 800 mm do solo, o que faz da Himalayan uma moto acessível a diversos biótipos de pilotos.

Mas, por outro lado, seu peso de 191 kg em ordem de marcha denuncia uma moto “pesada”, seja para a potência comedida do motor como pelas suas dimensões. Ela tem 2,19 m de comprimento e 84 cm de largura. O tanque tem capacidade para 15 litros.

Os freios são a disco em ambas as rodas feitos pela ByBre, braço indiano da italiana Brembo. Na frente, um disco de 300 mm com pinça flutuante de dois pistões; e, atrás, disco com 240 mm de diâmetro e pinça flutuante de um pistão. O sistema ABS é de série.

Design e equipamentos

Com um design funcional e de inspiração retrô, a Himalayan lembra as motos trail dos anos de 1980. Usa um farol redondo com uma pequena “bolha” para proteger o piloto, poucas peças plásticas – até o tanque é feito de aço – e ainda conta com barras laterais para proteger a moto em caso de queda.

O painel é completo: tem velocímetro, conta-giros, marcador de combustível e até uma bússola, reforçando sua vocação aventureira. Há ainda uma pequena tela de LCD que tem relógio, termômetro, indicador de marcha e odômetros.

A trail ainda conta com protetor de cárter e cavalete central de série. Na traseira, há um pequeno bagageiro que permite instalar um baú.

Assim como nos modelos clássicos, a Royal Enfield criou equipamentos de segurança e peças de lifestyle inspiradas na trail aventureira. A marca também venderá malas laterais em alumínio e outros acessórios para quem for viajar com a Himalayan.

Notícias relacionadas

Dicas para usar (e cuidar) do seu capacete

Nova Triumph Scrambler 1200 promete ser aventureira com design clássico

Salão Duas Rodas 2019 promete “experiências” para os visitantes

BMW trabalha em motor boxer de 1.800 cc refrigerado a ar

Honda CB 1000R mostra o que a eletrônica pode fazer por você

Saiba o que é preciso fazer ao comprar ou vender uma moto usada

As cinco motos mais caras do Brasil

Venda de motos cresce 18% no primeiro trimestre; veja ranking das mais vendidas

Descubra onde e quando as motos são roubadas em São Paulo

BMW F 850 GS Adventure é nova opção no segmento bigtrail; conheça as rivais

Mototour - Seu portal em duas rodas, Motos, Encontros de Motociclistas, Moto Clube e muito mais...

Todos os Direitos Reservados

Tempo de carregamento da página: 0.14961 segundos