Notícias

Uma naked da Haojue com estilo de streetfighter da Suzuki

Parceira chinesa da marca japonesa revela a interessante DR300, que em alguns países será GSX-S300


Roberto Dutra

Mototour

05/06/2020 17h51

Suzuki ou Haojue? Muita gente não sabe, mas a chinesa Haojue é uma parceira firme e das antigas da Suzuki japonesa, e além de produzir motocicletas com sua própria marca também faz modelos para a Suzuki - caso, por exemplo, da saudosa Intruder 125 que tanto ainda vemos aqui no Brasil. Pois bem, acaba de ser revelada na China a nova Haojue DR300, que em alguns países será vendida como Suzuki GSX-S300.

E o que isso tem a ver com o Brasil? As duas marcas estão presentes no Brasil, nas mãos de empresas do mesmo dono - a J. Toledo da Amazônia responde pela Suzuki e a JTZ, pela Haojue (e também pela coreana Kymco Motos). A Suzuki há tempos não investe mais em motos de baixa cilindrada no país, mas a Haojue apareceu justamente para isso - e vem se dando bem: em 2019, foi a terceira marca mais vendida no país, atrás apenas de Honda e Yamaha. E isso com uma rede de concessionários bem enxuta.

A Haojue tem sete modelos à venda no país, dentre os quais a bem-sucedida Chopper Road 150, que de certa forma substituiu a Suzuki Intruder 125, e a provocante DR 160 Fi, uma street urbana que joga no mesmo campo que best-sellers de Honda e Yamaha, mas custando menos. E ainda vem aí a NK 150 Fi, uma trail de baixa cilindrada. Então, podemos perfeitamente imaginar que, mais adiante, a Haojue seja esperta o suficiente para lançar por aqui a DR300 - com preço competitivo, uma característica da marca, a moto seria capaz de roubar compradores de modelos como Honda CB 250 Twister (R$ 15.075), Yamaha MT-03 (R$ 23.690) e Kawasaki Z400 (também R$ 23.690). Sim, até a Kawasaki joga por aí - só a Suzuki que não quer nada com a hora do Brasil...

A DR300 (ou GSX-S300) é uma naked com visual bem agressivo, próximo ao de streetfighters maiores. Tem farol full-LED com moldura envolvente, tanque musculoso, curto e alto, belas rodas de liga leve, tomada USB, ponteira de escape curta e gorducha, painel todo digital e spoiler sob o motor.

A suspensão dianteira é invertida e fornecida pela Kayaba, enquanto a traseira é monochoque e ajustável em sete posições. Os freios são a disco, com ABS de dois canais (ou seja, nas duas rodas). E o motor de 298cm³ rende 29cv de potência a 8.000rpm e 2,8kgfm de torque a 6.500rpm, tudo gerenciado por um câmbio de seis marchas. Segundo a Haojue, o consumo pode chegar perto de 33km/l. Com preço bacana, seria uma moto bem interessante!

Aí embaixo você confere detalhes da moto e um vídeo veiculado pelo site indianautoblog.com

Notícias relacionadas

Agora é oficial: as Sportster sairão mesmo de linha no Brasil

Com a produção retomada em Manaus, Honda relança a linha 650

Os bons tempos voltaram! Vamos acelerar forte outra vez!

Toda nudez será recompensada

Ducati Multistrada V4 1.100 é flagrada em testes sem camuflagens

Motos da BMW terão controle de velocidade adaptativo

CRLV digital já pode ser baixado em todo o Brasil

Rumores indicam que Harley-Davidson deixará de vender a Sportster no Brasil

Triumph Rocket III 2020 começa a chegar às concessionárias brasileiras

Recall: Kawasaki convoca as Ninja ZX-10R e ZX-10R SE para conserto nas autorizadas

Mototour - Seu portal em duas rodas, Motos, Encontros de Motociclistas, Moto Clube e muito mais...

Todos os Direitos Reservados

Tempo de carregamento da página: 0.06759 segundos