Notícias

O visual da MT-03 2021 remete a desenhos e seriados japoneses estilo Jaspion (Foto: Divulgação)

Yamaha MT-03 2021: o que era bom ficou melhor!

Aceleramos a pequena naked, que ganhou suspensão dianteira invertida, visual inusitado e aumento discreto no preço


Roberto Dutra

Mototour

01/09/2020 14h01

A Yamaha acaba de lançar a linha 2021 da naked MT-03 e já aceleramos a pequena fera. É a primeira renovação da moto, que foi lançada no Brasil em 2016 como linha 2017. Não chega a ser uma nova geração, já que chassis e motor não mudaram. Mas há novidades muito interessantes.

O visual, por exemplo, mudou um bocado. Agora temos uma frente com aspecto robótico, composta por uma moldura triangular que engloba um pequeno farol redondo na parte de baixo e duas luzes de posição logo acima. O conjunto compõe uma espécie de "carinha", que remete a séries e desenhos animados japoneses à moda Jaspion e até mesmo a filmes mais recentes, como os da franquia "Transformers".

Além disso, o tanque também mudou: embora mantenha a mesma capacidade de antes, de 14 litros, ficou mais largo na parte dianteira e mais estreito na traseira, para proporcionar um encaixe mais justo os joelhos do piloto. Quer mais? O banco ficou mais macio, a iluminação é toda com LEDs (faróis, piscas, luz de freio...) e o belíssimo painel todo digital ganhou shift-light ajustável (aquela luzinha que indica a hora certa de trocar de marcha).

Na parte mecânica a principal novidade é a suspensão dianteira invertida, herdada da irmã esportivinha R3. Mas o motor continua sendo o ótimo bicilindrico refrigerado a água com 321cm³, 42 cv de potência a 10.750 rpm e 3kgfm de torque a 9.000 rpm, gerenciado por um câmbio de seis marchas. Os freios têm ABS nas duas rodas.

A nova MT-03 2021 chega com preço de R$ 25.490, menos de mil reais acima do valor praticado na linha 2020. E é o mesmo da principal concorrente, a Kawasaki Z400, também bicilíndrica e um pouco mais forte (48 cv e 3,9 kgfm). Na linha Honda quem talvez incomode é a CB 500F, que está em um segmento acima mas tem preço próximo - R$ 27.976. Além disso, é naturalmente mais potente e torcuda, com 50,4 cv e 4,5 kgfm.

A diversão é grande

Rodamos aproximadamente 170km em nosso test-ride com a MT-03 2021 nos arredores de São Paulo. No trânsito pesado da capital, a moto exibiu boa desenvoltura e ótima capacidade de esterço para se livrar dos carros e saracotear pelos corredores. O motor exibe respostas bem satisfatórias em baixos giros.

Na estrada, porém, a MT-03 impressionou mais. Com incrível disposição e ótimas acelerações e retomadas, parece moto de gente grande! Rodamos na faixa dos 100-120km/h em sexta marcha com força ainda sobrando para eventuais ultrapassagens, e raramente foi preciso reduzir marcha. A adoção da suspensão dianteira "upside down" trouxe mais firmeza e segurança, com poucas reboladas nas curvas e frenagens sem afundamentos frontais excessivos. Ruídos e vibrações? Discretos.

A posição de pilotagem também surpreendeu. Mesmo quem não é muito habituado a pilotar nakeds com pegada esportiva, como este que vos escreve, não tem dificuldades para pilotar a moto nem sofre mesmo em trajetos mais longos. A MT-03 é aquela moto que você parece vestir como uma roupa feita sob medida.

O guidom fica em boa altura, nem à frente nem recuado demais, as pedaleiras são apenas levemente recuadas em relação ao quadril e o novo encaixe dos joelhos é excelente. O banco do piloto é macio - finalmente, dona Yamaha! -, mas uma garupa vai sofrer com seu pequeno espaço e banco fino e estreito. Nada é perfeito...

Aliás, nada mesmo: os espelhos proporcionam retrovisão bem limitada. As frenagens foram seguras, porém não impressionantes, mas nas curvas a MT-03 proporcionou muita diversão, permitindo inclinações fortes sem gritar que se está chegando ao limite.

Por fim, o painel estilo tablet, além de muito bonito, é completinho e fácil de operar e de visualizar mesmo sob sol forte. Ao fim de nossas andanças anotamos uma média de consumo de 22,5km/l - é uma média bem alta, mas vale destacar que aceleramos forte quase o tempo todo.

Sob condução mais leve, o que afinal é a proposta dessa moto, esse consumo vai melhorar bastante. Em resumo, a MT-03 era boa e ficou melhor, reforçando sua posição de excelente opção na faixa intermediária entre as motos pequenas e as médias. Quem pensa em gastar uma boa grana em motos de pegada esportiva maiores, porém bem usadas, deve levar em conta essa MT-03.

Notícias relacionadas

Husqvarna faz os aprontos finais para lançar a Norden 901

Ducati lança a Multistrada 950S no Brasil

Entenda porque, nas viagens de moto, as coberturas do seguro viagem Mototour são melhores do que as oferecidas pelos planos de saúde

Entenda porque o seguro viagem Mototour é melhor que os planos similares dos cartões de crédito

Ducati prepara o lançamento da Multistrada 950S no Brasil

Seguro viagem: um serviço pouco conhecido, mas extremamente útil e mais barato do que se imagina

Himalayan ficará mais colorida no ano que vem

Projeção de computador imagina como será a futura Royal Enfield Cruiser 650

Primeira imagem da Harley-Davidson 338R vaza na internet

BMW lança versão M da S 1.000 RR no Brasil

Mototour - Seu portal em duas rodas, Motos, Encontros de Motociclistas, Moto Clube e muito mais...

Todos os Direitos Reservados