Notícias

Novidades

Yamaha MT 03 chega em 2020 com mudanças; veja 5 novidades.

Naked compacta ganhou design novo, painel digital e suspensão invertida.


Arthur Caldeira

Infomoto

14/10/2019 14h20

Uma das motos mais vendidas da Yamaha em todo o mundo, com mais 200 mil comercializadas nos últimos dois anos, e sucesso no Brasil, onde lidera o segmento naked, a MT-03 mudou para 2020. Entre as novidades estão design modernizado, painel digital e suspensões revistas.

Como sua "irmã" esportiva, a YZF-R3, foi renovada no ano passado – e já está, inclusive, à venda no Brasil – também era aguardada uma atualização da naked. Além disso, suas principais concorrentes, KTM 390 Duke e Kawasaki Z 400, mudaram recentemente, acirrando a concorrência, a Yamaha teve que renovar a MT-03. Confira agora as cinco principais novidades da nova geração da compacta premium, que chega às lojas da Europa no final deste ano, mas deve desembarcar no Brasil apenas em meados de 2020.

1 Novo design

A novidade mais evidente está no design, que foi modernizado, com uma cobertura do tanque que conferiu um aspecto mais "musculoso" à naked. Destaque para o conjunto óptico frontal, que agora tem duas luzes de posição e um "canhão" central, todos de LED.

2 Posição de pilotagem

A instalação da nova cobertura do tanque e a roupagem revisada permitiram que os engenheiros da Yamaha melhorassem a a posição ideal de pilotagem, garantindo mais conforto e controle, segundo a marca. O assento mais baixo, juntamente com o guidão mais alto, garante uma posição de pilotagem mais ergonômica.

3 Painel digital

O antigo painel de instrumentos foi substituído por outro completamente digital, com tela de LCD negativo. Além de mais informativo, está mais fácil de operar, segundo a Yamaha.

4 Suspensões revistas

Assim como a R3, a nova MT-03 ganhou garfos telescópicos invertidos na dianteira, com tubos de 37 mm. Embora não ofereçam ajustes, proporcionam um amortecimento mais progressivo. Na traseira, a balança ficou mais longa e o monoamortecedor ganhou novos ajustes para melhorar o desempenho do conjunto em frenagens e curvas. Contudo as novidades acrescentaram mais 3 kg ao modelo, que agora pesa 168 kg.

5 Motor

Embora não tenha melhorado seu desempenho – 42 cv de potência e 3,01 kgf.m de torque – a Yamaha afirma que fez melhorias internas ao bicilíndrico de 321 cm³, DOHC e com arrefecimento líquido. Além de bielas e pistões forjados, o cilindro também é feito em liga de alumínio e já atende às normas de emissão de poluentes Euro 5, equivalente à regulamentação do Promot 4, fase 2, vigente no Brasil.

Notícias relacionadas

Bajaj indiana quer ter negócios no Brasil

KTM lança, na Europa, a 890 Adventure 2021

Triumph Trident será lançada no dia 30 de outubro

Este é para ir longe: Kymco AK 550 finalmente é lançado

Nova Ninja ZX-10R chegará em novembro

Kawasaki lança linha 2021 de Ninja 650 e Z650

Salão Moto Brasil não terá edição este ano, mas está confirmado para 2021

Proprietários relatam problema nas Royal Enfield Himalayan

BMW lança, na Europa, a R 1.250 GS 2021

Ducati inicia produção da Multistrada V4

Mototour - Seu portal em duas rodas, Motos, Encontros de Motociclistas, Moto Clube e muito mais...

Todos os Direitos Reservados